Brasil se despede de seu primeiro comandante de avião comercial

Morreu, na noite de sábado, dia 12.12.2015, em São Paulo, Carlos Hauricchio, de 97 anos de idade.

Carlos Hauricchio foi o primeiro comandante de linhas comerciais do Brasil, na época que a aviação era artesanal

Caiu duas vezes, mas salvou todos os passageiros em ambas as quedas, em uma época em que a aviação não possuía nenhum dos recursos tecnológicos atuais.

Era considerado um dos melhores acrobatas do Brasil, conhecido por suas piruetas.

Por sua habilidade em decolar e aterrissar em qualquer tipo de pista e em qualquer tempo, era o comandante preferido de vários Presidentes da República, entre eles, Jânio Quadros.

Sua esposa, Maria Helena Aurichio, com quem era casado há sessenta e sete ano, foi sua aeromoça.

Segundo o neto, Eduardo Bottura: “ele era muito corajoso, um exemplo de vida, muito correto, lúcido, brincalhão, tendo superado cinco pneumonias somente neste ano e sempre mostrou como era possível pousar onde ninguém tinha coragem. Um exemplo de vida e uma inspiração.”